Saiba o que é Análise Ergonômica do Trabalho

A Análise Ergonômica do Trabalho - AET, é elaborada de acordo com as diretrizes da NR 17 - Ergonomia.


A Análise Ergonômica do Trabalho é parte integrante do conjunto mais amplo das iniciativas da empresa no campo de preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, devendo estar articulado com as demais normas de Segurança e Medicina do Trabalho, em particular com o Programa de Controle Médico da Saúde Ocupacional – PCMSO, e o PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais.


O termo ergonomia formado pelas palavras do grego ergon (trabalho) e nomos (regras, leis), foi proposto em 1857 pelo naturalista polonês Woiitej Yastembowski, usado pela primeira vez em 1949 pelo inglês Murrel e adotado oficialmente nesse mesmo ano pela Ergonomics Research Society, da Inglaterra.


Dentro do contexto, é importante saber que a intervenção ergonômica depende da problemática a ser estudada, ou seja, que ela é orientada pelos fatores de risco existentes nos postos de trabalho. Vejamos alguns dos aspectos que a ergonomia engloba enquanto intervenção:


· Posturas e movimentos

· Antropometria

· Dispositivos, equipamentos, controles e mostradores

· Levantamento e carregamento de peso

· Distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT)

· Arranjo físico (layout)

· Organização do trabalho

· Fatores de exposições ambientais

· Trabalho em turnos e noturno


A forma correta de sentar em frente ao computador

Devemos considerar os fatores e as características que podem interferir para que a atividade desempenhada num determinado posto de trabalho provoque maior ou menor intensidade de desgaste ao trabalhador, em função das cargas exigidas por aquela atividade.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo